Ensino Médio Postado no dia: 10 outubro, 2022

Enem 2022: veja aqui algumas dicas essenciais para estudar e garantir uma ótima nota na prova!

Enem

Tempo estimado de leitura: 5

O Enem é uma prova sempre muito aguardada! Aqui na Conquista, a gente sabe como você tem se movimentado desde o início do ano para entender melhor todos os segredos desse exame e garantir, assim, a tão sonhada vaga em uma universidade.

Queremos que você tenha a chance de ser aprovado com sucesso e alcance a carreira dos seus sonhos.

Para isso, é preciso se preparar. E, como nunca é tarde demais para começar os estudos, escrevemos este artigo com várias dicas essenciais para você tirar de letra o Exame Nacional do Ensino Médio.

Como e por onde você pode começar a estudar para o Enem?

É um fato: o Enem é uma prova muito extensa. Isso pode fazer a gente ficar um pouco perdido na hora de estudar e principalmente conciliar as matérias escolares com os estudos para o exame. Foi pensando nisso que nós separamos para você aqui algumas dicas de organização e foco!

Respire fundo e defina um cronograma de estudos!

Criar um cronograma de estudos com dias específicos para estudar cada matéria e descansar faz toda a diferença! Lembre-se de que você precisa aprender as disciplinas, mas também precisa estar descansado para ter um bom desempenho e absorver melhor os conteúdos.

Existem algumas ferramentas que podem te ajudar nessa organização, como planilhas do Excel ou aplicativos de organização (Asana ou Trello, por exemplo), que costumam ter um quadro de tarefas no qual você coloca datas de entrega e anexa os arquivos de que precisa em cards separados, para facilitar o acesso.

Se você também for um parceiro Conquista, você encontra essa ferramenta de organização em nosso portal! Para acessar, é só clicar aqui.

Procure melhorar aquilo em que você mais tem dificuldade

Não adianta estudar só o que achamos fácil, né? Pensando nisso, sugerimos que você separe um tempo para treinar as matérias nas quais tem mais dificuldade. Dessa forma, é possível evoluir no que não domina e ao mesmo tempo manter um bom desempenho nas disciplinas que você já considera fáceis.

Por exemplo: se você é ótimo em história, mas tem muita dificuldade em geometria, dedique um tempo maior no seu cronograma para treinar e estudar essa parte da matemática.

Repita, recomece e refaça provas anteriores

O Enem existe desde 1998, e, desde 2004, com a criação do SiSu, é possível usar a nota da prova para entrar em institutos federais e estaduais, conseguir o Fies, participar do Prouni e até ingressar em universidades de Portugal.

Em 2009, foi criado o modelo que conhecemos hoje, com 180 questões objetivas e uma redação, então nada melhor do que refazer questões antigas, treinar seu tempo de prova e analisar seu desempenho em cada uma das áreas.

Muitas vezes, o Enem repete assuntos e até perguntas que já foram usadas em provas anteriores, mas com outra estrutura. Então já sabe, né? O segredo é refazer, refazer e refazer! Para acessar provas anteriores, clique aqui.

O que cai em cada disciplina?

Sabemos que é muita coisa para estudar. Pensando nisso, separamos aqui uma lista com os temas que foram mais recorrentes nas provas anteriores do Enem, para você não fazer confusão entre as matérias. Existe quase 80% de chance de que os temas a seguir caiam na próxima prova em pelo menos uma questão, então muita atenção e cuidado! Não deixe de incluir estes assuntos no seu cronograma de estudos.

E, se você é professor, que tal garantir que estes conteúdos também estejam no programa das suas aulas?

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

  • Linguagem verbal e não verbal;
  • Variações linguísticas e norma culta;
  • Interpretação de texto;
  • Coerência e coesão;
  • Figuras de linguagem;
  • Movimentos artísticos e culturais;
  • Gêneros literários;
  • Movimentos literários (do Quinhentismo ao Pós-modernismo);
  • Texto literário e não literário.

Matemática e suas Tecnologias

  • Regra de três;
  • Lógica;
  • Porcentagem e estatística;
  • Prismas;
  • Circunferência;
  • Geometria;
  • Trigonometria;
  • Funções de segundo grau;
  • Análise de gráficos e tabelas;
  • Interpretação de problemas matemáticos.

Ciências Humanas e suas Tecnologias

  • Crise de 1929;
  • Era Vargas;
  • Ditadura civil-militar no Brasil;
  • Guerra Fria;
  • Iluminismo;
  • Revolução Francesa;
  • Democracia e a luta de movimentos sociais;
  • Identidade nacional: tudo relacionado a cultura brasileira e costumes da população;
  • Nazismo e fascismo – Segunda Guerra Mundial;
  • Brasil colonial e imperial;
  • Abolicionismo;
  • Atualidades;
  • Globalização;
  • Meio ambiente: preservação ambiental, aquecimento global, poluição das águas e do solo, recursos minerais;
  • Agropecuária;
  • Urbanização e população;
  • Política e problemas sociais;
  • Recursos hídricos.

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

  • Termodinâmica;
  • Transformação e conversão de energia;
  • Resistores;
  • Calorimetria;
  • Som, efeito Doppler e eco;
  • As três leis de Newton;
  • Ótica;
  • Mecânica;
  • Química orgânica;
  • Mol;
  • Efeito estufa; camada de ozônio; chuva ácida etc.;
  • Pilhas galvânicas; baterias ou acumuladores; eletrólise aquosa etc.;
  • pH e pOH;
  • Biologia molecular e engenharia genética;
  • Transgênico;
  • Enzimas; proteínas; lipídeos; sais minerais etc.;
  • Sistema imunológico;
  • Doenças virais e bacterianas;
  • Biomas;
  • Citologia;
  • Ciclo do nitrogênio, carbono e água.

Redação

Neste tópico, fique atento às atualidades! Assista aos jornais e acompanhe os noticiários pela internet. Na maioria das vezes, o tema está relacionado a algo que aconteceu no ano anterior ou no início do mesmo ano da prova e que, na época, gerou debates e causou impactos significativos na sociedade.

Estar atualizado também ajuda a aumentar o seu repertório de escrita e facilita até mesmo a realização da prova, principalmente no tópico de humanidades.

A chave de ouro é treinar, então mãos à obra! Faça redações sobre diferentes temas e esteja sempre atento às 5 competências que são avaliadas pelos corretores:

  1. Demonstrar domínio da escrita formal da língua portuguesa;
  2. Compreender a proposta de redação. Aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo;
  3. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  4. Conhecer os mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
  5. Elaborar proposta de intervenção para o problema apresentado, respeitando os direitos humanos e a diversidade sociocultural.

O dia da prova está chegando. O que fazer?

Agora é momento de respirar fundo e descansar. Lembre-se de que você deu o seu melhor e fez tudo o que estava ao seu alcance para ter uma boa nota.

Revisar é bom, mas não na véspera da prova

Nada de ficar fazendo revisão maluca antes do Enem. No dia anterior, diminua o ritmo e tire um tempo para relaxar; sua mente precisa de respiro para reter a informação. Ficar pensando só na prova e tentando revisar tudo de uma vez, além de não ser nem um pouco produtivo, vai te deixar ainda mais ansioso.

Tire alguns dias para descansar e relaxar!

É bem provável que você tenha passado os últimos meses se preparando intensamente, então que tal separar a semana antes da prova para priorizar o descanso? Use esse tempo para descontrair, sair com os amigos, ler seus livros preferidos e assistir aos filmes e séries de que você tanto gosta. Assim você diminui um pouco a pressão e a ansiedade para a prova.

Dica extra: não corrija a prova com gabaritos, oficiais ou provisórios!

 O critério de pontuação da prova do Enem se baseia em um sistema de avaliação chamado Teoria de Resposta ao Item (TRI), criado para medir o desempenho dos alunos sem levar em conta apenas o número de erros e acertos.

O que esse método faz é analisar as questões que o estudante respondeu corretamente e dar a elas um peso específico.

Por exemplo: se você acerta uma questão muito difícil e erra uma mais fácil, esse sistema interpreta isso como uma grande possibilidade de você ter chutado a resposta. Nesse caso, a essa questão difícil vai ser atribuído um peso (e, consequentemente, uma nota) menor.

Seguindo esse raciocínio, focar as questões mais fáceis te dá mais chances de conseguir uma melhor pontuação.

Interessante, não é? Então agora você já sabe: corrigir o gabarito e acertar muitas questões não é garantia de boa nota. Por isso, para evitar ansiedades e frustrações, segurar a ansiedade e esperar o resultado da prova pode ser o melhor caminho.

De toda forma, nada impede de você olhar o gabarito mesmo assim, caso goste de ver o que acertou ou não para saber em quais pontos é necessário focar mais, por exemplo. O importante é decidir o que vai te fazer melhor e cuidar da sua saúde mental sempre.

Quais dessas dicas você já colocou em prática? Fique de olho aqui no Blog da Conquista e em nossos perfis no Facebook e no Instagram, e vamos falar mais sobre o Enem e os demais vestibulares!


Artigos Relacionados

Formação e Gestão Escolar
+
Formação continuada para professores

Formação continuada para professores: como promover na sua escola

Promover a formação continuada para professores nas escolas é imprescindível quando o assunto é modernização escolar. O educador deve se manter atualizado e bem-informado…

Leia mais

Família
+
Volta às Aulas Conquista

Volta às aulas: como ajudar os filhos no início do ano letivo?

Fevereiro e março sempre indicam a chegada do novo ano letivo. Nesse período, para muitas famílias, surge o desafio de garantir uma transição suave para seus filhos na…

Leia mais

Educação Financeira
+
Como organizar as finanças da escola

Como organizar as finanças da escola? Dicas essenciais e práticas de gestão financeira

É um grande desafio organizar as finanças da escola, principalmente quando falamos de instituições privadas. Isso exige um equilíbrio de diferentes contas: folha de…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
trabalhar metodologias ativas em sala de aula

5 formas de trabalhar metodologias ativas em sala de aula

Trabalhar com metodologias ativas em sala de aula é uma maneira de promover a participação mais autônoma dos estudantes na construção do conhecimento. Isso acontece…

Leia mais

Empreendedorismo
+
Empreendedorismo Social Conquista

Empreendedorismo social: atividades para incentivar os alunos

A promoção do empreendedorismo social ajuda a estimular as habilidades de comunicação, resiliência e trabalho em equipe dos alunos, colocando-os como protagonistas de suas…

Leia mais

Educação Inclusiva
+
Distúrbios de aprendizagem Conquista

Distúrbios de aprendizagem: dicas para trabalhar em sala de aula

Os distúrbios de aprendizagem afetam as habilidades formativas, cognitivas e socioemocionais de diversas pessoas em todo o mundo. Cerca de 5 a 15% das crianças em idade…

Leia mais

Notícias
+
Tendências da educação para 2024

Tecnologia e IA: tendências da educação para 2024

À medida que entramos em 2024, chegam as previsões do que estará em alta para o ano. Já se pode adiantar, inclusive, que a tecnologia educacional continuará sendo uma das…

Leia mais

Educação Financeira
+
Educação financeira nas escolas

Educação financeira nas escolas: como trabalhar o tema

Em fevereiro de 2023, cerca de 78% das famílias brasileiras estavam endividadas, segundo um levantamento feito pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
Campanha Matrículas 2024

Campanha de matrículas 2024: dicas para captar e reter mais alunos

Conquistar e reter alunos nem sempre é fácil. Mas a boa notícia é que, com uma estratégia adequada, sua campanha de matrículas 2024 pode ser um grande sucesso….

Leia mais

Família
+
Férias escolares Conquista

Férias escolares: atividades para fazer com as crianças

Com a chegada das férias escolares, surge também a oportunidade de criar momentos inesquecíveis com os pequenos. Se você está em busca de maneiras encantadoras de…

Leia mais