Educação infantil Postado no dia: 29 maio, 2023

Educação musical: o que é e por que é importante para o desenvolvimento cognitivo dos alunos?

Educação Musical

Tempo estimado de leitura: 5

Todo professor ama fazer uma atividade musical em sala de aula, não é mesmo? Na educação infantil, então, é muito comum usar essa ferramenta para auxiliar no aprendizado de várias formas.

No entanto, a musicalização e a educação musical vão muito além de utilizar melodias para assimilar melhor o conteúdo ou aprender as palavras.

Existem várias vantagens de ter um ensino completamente voltado para a música nas escolas. A educação musical se diferencia da musicalização porque permite conhecer além de notas, timbres e acordes.

Ela estimula a criatividade, o cérebro e muitas outras partes do corpo também. Para que você possa entender a importância de ter a educação musical na sua instituição, separamos neste artigo tudo o que é necessário saber.

Vamos juntos descobrir um pouco mais sobre esse formato educativo? Vem com gente!

Educação musical e musicalização: existe diferença entre elas?

Como já contamos, os dois termos têm significados distintos, apesar de se complementarem.

Para ficar mais fácil entender as diferenças entre musicalização e educação musical, vamos colocar uma lupa em cada uma das expressões de acordo com as definições da Sociedade Artística Brasileira (Sabra):

Educação musical

Refere-se a conceitos musicais específicos, como a leitura de uma obra musical, a análise de notas no tempo de cada uma delas, a interpretação de partituras etc. Nesse modelo, o aluno aprende não só a decodificar, mas também a escrever as próprias obras.

Musicalização

Já a musicalização se refere ao universo musical como um todo, e o aprendizado prioriza as noções musicais. Ao ser musicalizado, o aluno entra em contato com diferentes manifestações musicais.

Assim, ele estuda a música não apenas como um código a ser decifrado e replicado, mas também como um contexto sociocultural. Dessa forma, o estudante aprende e descobre a música por meio de atividades, dinâmicas e exercícios.

É obrigatório ter educação musical nas escolas?

Sancionada em 18 de agosto de 2008, a Lei nº 11.769 estabelece a obrigatoriedade da musicalização nas escolas de educação básica. Isso reforça a importância da educação musical para o desenvolvimento dos alunos.

Mas atenção: o conteúdo é obrigatório, não excludente. Isso significa que o planejamento não impede a existência conjunta de outras manifestações artísticas, como dança, teatro e artes visuais.

Qual é a importância da educação musical nas escolas?

A música é um componente fundamental em todas as fases do ensino, principalmente na educação infantil. Afinal de contas, ela possibilita o desenvolvimento cognitivo, afetivo, estético e sensorial nas crianças.

Além disso, é um rico instrumento para fazer a diferença nas instituições escolares, porque desperta um modelo mais prazeroso e satisfatório de educação. Os alunos passam a enxergar o mundo com maior criatividade, o que facilita a socialização e a aprendizagem.

A educação musical também ajuda a desenvolver a nossa herança cultural. A música é uma aptidão inerente a todas as pessoas, uma ferramenta que nos permite expressar sentimentos e pensamentos.

A musicalização proporciona uma melhora na aprendizagem das matérias e contribui para a criação de uma sensibilidade mais apurada.

Quais são os benefícios de ter educação musical nas escolas?

Existem várias vantagens de ter uma educação musical que começa na infância e vai até a fase adulta. Separamos algumas principais para você conhecer.

Fortalece nosso cérebro e cria mais conexões entre nossos neurônios

O estímulo sonoro aumenta as conexões entre os neurônios. Quanto maior é essa ligação, maior é o potencial de desenvolvimento cognitivo do aluno. Além disso, são inerentes os desenvolvimentos afetivos e estéticos proporcionados pela música.

Segundo a jornalista sobre ciência e meio ambiente Giovana Girard, em um artigo da Nova Escola, a música mexe simultaneamente com os dois hemisférios do cérebro. O lado esquerdo é mais ligado às artes, enquanto o direito, às ciências exatas. A música amplia as vias neurais e proporciona um estímulo bilateral.

A música também estimula áreas do cérebro que não são desenvolvidas por linguagens como a oral e a escrita. Essa é mais uma vantagem que comprova a importância da educação musical desde cedo.

Melhora nossa expressão linguística e corporal

A linguagem musical é um meio eficiente de desenvolver nossas expressões, melhorar o equilíbrio, a autoestima e o autoconhecimento, uma vez que ela é um poderoso meio de integração social.

Aumenta a sensação de pertencimento

Quando a criança escuta uma música com os colegas, ela se sente pertencente a um grupo. Em sala de aula, o professor precisa estar atento à seleção das obras e oferecer sempre um repertório variado.

Temos uma variedade imensa de ritmos e instrumentos que podem e devem ser apresentados aos alunos. Se os docentes respeitarem e valorizarem essa riqueza, eles despertarão nos estudantes a curiosidade pelo novo e o respeito à diversidade.

Apura a concentração e a memorização

Ao escutar música e trabalhar noções musicais, as crianças trabalham habilidades importantes, como concentração, memorização, consciência corporal e coordenação motora, principalmente porque, cantando, inconscientemente vem a vontade de dançar e acompanhar o ritmo.

E o mais importante: música é muito eficiente na educação socioemocional

Uma educação musical feita de forma adequada pode ajudar a compreender as nossas emoções, a nossa história e a nossa realidade. Além disso, é uma maneira única de nos expressarmos com sentimentos.

Pensando na educação socioemocional das crianças na prática e na importância da educação musical, criamos uma canção para os nossos personagens.

Além de valorizar um ritmo tipicamente brasileiro, o forró, encontramos uma forma de apresentar e identificar os sentimentos na letra. Assim, além de memorizarem, as crianças terão mais um repertório para usar quando precisarem lidar com o que estão sentindo.

Já ouviu esse hit? Clique aqui e assista ao videoclipe da música “Conquista e as emoções”.

5 maneiras de trabalhar a canção “Conquista e as emoções” em sala de aula

Educação musical de verdade é pensar em formas criativas, lúdicas e didáticas de inserir a música no aprendizado do dia a dia. Trouxemos 5 formas de usar, em sala de aula, a música dos nossos personagens para incentivar o conhecimento! Olha só:

1 – Coreografia criativa

Divida os alunos em grupos e peça para eles criarem uma coreografia autoral para a música. Assim, os estudantes aprendem a trabalhar em grupo, melhoram a coordenação motora, ficam mais integrados e ainda se divertem.

2 – Dinâmica “Complete a música” e karaokê divertido

Quem é que não ama cantar, não é verdade? Faça um “Complete a música” com toda a turma ou chame todo mundo para um minikaraokê. Assim, você estimula a memória de forma lúdica.

3 – Identificando os diversos timbres

Você pode colocar os alunos para dizerem o que existe de diferente nas vozes dos personagens e o que cada uma remete a eles. Por exemplo, a voz do Amorico passa qual sensação? Amor? Diversão?

4 – Reconhecendo os instrumentos

Faça um jogo! Divida a sala em grupos e explique aos alunos que serão os ganhadores aqueles que identificarem a maior quantidade de instrumentos presentes na música e souberem explicar o que cada objeto faz.

5 – História do forró

Apresente a história desse ritmo para os estudantes. Depois divida a sala em grupos e distribua entre eles alguns nomes conhecidos do forró, como Luiz Gonzaga e Alceu Valença. Em seguida, peça para todos fazerem uma pesquisa sobre a história dessas figuras artísticas.

Gostou deste conteúdo sobre a importância da educação musical e quer ter acesso a mais textos sobre o universo da educação? Então continue navegando pelo Blog da Conquista e confira os outros artigos que temos. Os assuntos são diversos! Ah, e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Instagram.


Artigos Relacionados

Formação e Gestão Escolar
+
Como evitar o bulliyng

Como evitar o bullying na escola?

O mês de abril é marcado pelo Dia Nacional de Combate ao Bullying, momento para refletir sobre como evitar o bullying na escola. De acordo com uma pesquisa realizada pelo…

Leia mais

Família
+
Revista Projeto de Vida Conquista

Revista Projeto de Vida: reportagens, entrevistas e atividades repletas de conhecimento

Se você é aluno, professor, coordenador ou gestor de uma de nossas escolas parceiras, já pode baixar a revista na plataforma ConX (novo ambiente virtual da…

Leia mais

Família
+
família na escola

Família na escola: como se engajar mais nas atividades do seu filho?

Com a correria do dia a dia, fica difícil encontrar tempo para dar atenção às tarefas escolares do seu filho, não é mesmo? Mas pensar a presença da sua família na escola…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
Cultura Maker

Cultura maker na educação: o que é e principais ferramentas

Pensar na escola do futuro é pensar em um modelo pedagógico mais dinâmico e participativo. Pensando nisso, preparamos este post com informações importantes sobre o que é…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
Educação digital

Educação digital: os desafios das escolas do futuro

A educação digital é considerada uma verdadeira revolução nos processos de ensino e aprendizagem do mundo atual. O fato é que a tecnologia vem assumindo um papel cada vez…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
Marketing para escolas particulares

Marketing para escolas particulares: como captar mais alunos

Todo mantenedor sabe o desafio que é criar e gerir campanhas que sejam realmente aderentes aos pais, alunos e outras pessoas que fazem parte do público-alvo da escola. Por…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
Formação continuada para professores

Formação continuada para professores: como promover na sua escola

Promover a formação continuada para professores nas escolas é imprescindível quando o assunto é evolução na sala de aula. O educador deve se manter atualizado e…

Leia mais

Família
+
Volta às Aulas Conquista

Volta às aulas: como ajudar os filhos no início do ano letivo?

Fevereiro e março sempre indicam a chegada do novo ano letivo. Nesse período, para muitas famílias, surge o desafio de garantir uma transição suave para seus filhos na…

Leia mais

Educação Financeira
+
Como organizar as finanças da escola

Como organizar as finanças da escola? Dicas essenciais e práticas de gestão financeira

É um grande desafio organizar as finanças da escola, principalmente quando falamos de instituições privadas. Isso exige um equilíbrio de diferentes contas: folha de…

Leia mais

Formação e Gestão Escolar
+
trabalhar metodologias ativas em sala de aula

5 formas de trabalhar metodologias ativas em sala de aula

Trabalhar com metodologias ativas em sala de aula é uma maneira de promover a participação mais autônoma dos estudantes na construção do conhecimento. Isso acontece…

Leia mais