Metodologias ativas de aprendizagem mudam a experiência do aluno
20/07/2021
metodologias ativas
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

As metodologias ativas estimulam a autonomia do aluno e proporcionam experiências educativas diferenciadas. Entenda melhor como usá-las.

Neste texto você encontra:
– o que são metodologias ativas de aprendizagem;
– tipos de metodologias ativas;
– benefícios para a aprendizagem;
– como colocar em prática;
– exemplos reais de escolas parceiras da Conquista.

O que são metodologias ativas de aprendizagem

Diante de novas tecnologias e comportamentos, manter o interesse do aluno em aulas tradicionais pode ser um desafio e tanto! Por isso, é importante se atualizar e buscar metodologias que façam sentido para crianças e adolescentes.

As metodologias ativas de aprendizagem colocam o aluno no centro de seu processo de conhecimento. O estudante age com autonomia, tem melhor conexão com o conteúdo e se desenvolve com o apoio do professor mediador. A escola das vivências, das experiências tem essa natureza.

Segundo o professor Max Haetinger, especialista em criatividade e psicopedagogia, as metodologias ativas “são aquelas que colocam os alunos efetivamente em ação e são especialmente boas no ensino híbrido, pois permitem a aprendizagem em diferentes lugares e podem ser facilmente adaptadas”.

metodologias ativas
Max Haetinger no Congresso da Conquista 2021.

Assista à palestra completa do professor Max Haetinger no Congresso da Conquista.

Tipos de metodologias ativas de aprendizagem

Existem várias práticas de metodologias ativas e todas têm em comum o objetivo de fazer o aluno construir o próprio saber. Veja alguns exemplos a seguir.

Aprendizagem baseada em projetos

Metodologia fundamental para engajar, acolher e motivar o aluno a buscar soluções criativas para problemas comuns. Promove o diálogo entre os estudantes e os ajuda a desenvolver habilidades como proatividade, empatia e investigação.

Se a turma estiver com vontade de promover uma festa temática, por exemplo, a captação de recursos, a busca pelo espaço, a organização dos convites e a produção do ambiente podem ser etapas do projeto.

Resolução de problemas 

O aluno aprende a buscar soluções para problemas cotidianos, colocando em prática o conteúdo que o professor planejou para o período. Assim, desenvolve habilidades como a investigação, a reflexão e a criação. Essa metodologia ativa pode ser aplicada por meio de gincanas, por exemplo.

O professor se torna um mediador da aprendizagem, incentivando os alunos, auxiliando em suas dúvidas e, ao final, intermediando a apresentação das soluções.  

Sala de aula invertida

Essa metodologia ajuda o estudante a se manter ativo na construção de seu aprendizado. Ele acessa previamente o conteúdo que será exposto em sala de aula.

Ao fazer sua pesquisa, o aluno pode escolher o formato da fonte que preferir: áudio, vídeo ou texto. A metodologia combina liberdade, autonomia e autorresponsabilidade.

Assim, a sala de aula se torna um espaço de prática, onde o aluno tem a oportunidade de interagir com os colegas e resolver problemas de forma mais ativa.

Gamificação

O professor tem a oportunidade de tornar a sala de aula mais encantadora “utilizando os conceitos que estão por trás do sucesso dos games”, como bem diz o professor Max Haetinger.

Pequenos conteúdos com começo, meio e fim, ministrados em um curto período de tempo, são um exemplo. Além disso, criar fases com possibilidades de recuperação imediata estimula os alunos a persistir no aprendizado.

Metodologias ativas na prática 

A Escola Girassol, de Presidente Dutra – MA, é parceira da Conquista e coloca as metodologias ativas de aprendizagem em prática! A coordenadora Sânia Katia Silva Meneses aplica duas atividades que podem inspirar sua escola:

✨Chá Literário →  evento que estimula o aprendizado da leitura e escrita por meio da leitura conjunta de contos de fadas, parlendas, trava-línguas, músicas… A atividade incentiva o hábito da leitura, a oralidade, a imaginação e a criatividade dos alunos.

✨ Estante Mágica →  nesse projeto, a criança desenvolve um livro em que é protagonista da própria história. Ao final da atividade, os pais são convidados a comprar a história criada por seus filhos. A atividade incentiva o empreendedorismo, a imaginação e a criatividade.

Gostou do conteúdo? Para saber mais sobre o universo da Educação, acesse outros artigos do Blog da Conquista e nossos perfis no Facebook e no Instagram. Fale com nosso consultor e faça parte da solução educacional que conquistou o Brasil!

Posts Relacionados: