Dicas para usar os personagens da Conquista em casa
01/03/2021
Tempo estimado de leitura: 3 minutos



Você já conhece os personagens da Conquista? Eles são amados pela nossa comunidade e muito utilizados em sala de aula, principalmente pela Educação Infantil. Por meio deles, o professor cria estratégias para ensinar competências socioemocionais. Dessa forma, as crianças aprendem de um jeito divertido sobre a abertura para o novo, a amabilidade, o respeito e a resiliência.

Além disso, os personagens não só podem ser usados na escola, como também em casa! Pais e filhos podem aproveitar a oportunidade de ampliar o que é trabalhado em sala de aula. Desse modo, todos aprendem juntos. Legal, né?

E como fazer isso? Calma, a gente explica. Em primeiro lugar, vamos resumir o que você vai ver neste texto aqui:

  • quem são os personagens da Conquista;
  • quais habilidades socioemocionais os personagens da Conquista ajudam a trabalhar;
  • como é possível desdobrar a história e o papel dos personagens em diferentes atividades;
  • sugestões de atividades para os pais trabalharem com os filhos em casa.

Os personagens da Conquista 

Primeiramente, é preciso conhecer os personagens e as competências que eles transmitem. São eles: 

  • Serelepe: representa a abertura para o novo. É ele quem vai trazer coragem para o aprendizado de novas habilidades e imaginação para novos desafios. 
  • Amorico: representa a amabilidade. Com ele, você incentiva a empatia, a gentileza e a receptividade.
  • Vitão: representa o respeito. É ele quem auxilia a ouvir e entender a opinião do outro com educação. 
  • Sabichão: representa a resiliência. Recorra a esse personagem quando precisar ensinar sobre esforço e persistência

Como usar os personagens em casa
Agora que você já conhece os nossos personagens e o que eles representam, ficou mais fácil entender como aplicar seus conhecimentos dentro de casa, não é mesmo? 

1. O Serelepe ajuda a enfrentar os medos com coragem

Na infância, é natural que as crianças tenham medo do novo. Atividades que não são comuns, que desafiam suas habilidades ou, ainda, que provoquem emoções com as quais elas não estão acostumadas podem ser um desafio. 

É dentro desse contexto que o Serelepe pode ajudar! Traga o personagem para perto, converse com a criança sobre os medos, incentive a ludicidade, garanta que ela pode confiar no personagem e que todos passamos por isso. Juntos, vocês podem imaginar o que o Serelepe diria para a criança nesse momento.

Com persistência, amabilidade e tempo, o personagem se torna um aliado e pode ajudar a superar medos e receios com relação ao novo. Vale investir! 

2. O Amorico ensina a resolver conflitos com amor 

As emoções são complexas para as crianças. Seu entendimento total é fruto de uma grande jornada que deve ser acompanhada e incentivada por todos os responsáveis. 

Dentro desse contexto, o Amorico pode ser um aliado do ensino. Em situações de conflito, por exemplo, é possível trazer ele para perto, explicar as emoções que a criança pode estar sentindo e ajudar a nomeá-las. Depois disso, demonstre as atitudes que devem ser tomadas. 

Em situações de briga, por exemplo, é preciso pedir desculpas. Para ensinar essa ação, é possível transferir essa atitude para o personagem e demonstrar o que o Amorico faria, incentivando que a criança faça o mesmo. 

3. O Vitão cria amizades mais saudáveis

A Educação Infantil é a primeira experiência de socialização da criança. É a partir desse momento que ela começa a entender que deve se relacionar com pessoas que não são da sua família e que existem regras que devem ser seguidas e respeitadas.

Esse processo pode ser confuso para a criança, já que ela está desenvolvendo emoções, a socialização e inúmeros outros aprendizados, todos ao mesmo tempo. 

Em situações como essas, o Vitão ajuda a construir amizades mais saudáveis. Em brincadeiras em conjunto, por exemplo, é possível utilizar o personagem como um incentivador da escuta ativa e do respeito que deve existir entre os envolvidos. 

Demonstre as atitudes que o personagem teria e incentive que a criança repita. Explique que, por exemplo, quando um amigo pede para brincar com algo dela, é possível compartilhar. Quando quiser de volta, basta pedir com amabilidade e o brinquedo será devolvido.

Treine isso com a criança e incentive que ela repita os mesmos passos do Vitão em momentos de socialização. 

4. O Sabichão ajuda na Educação Financeira

A Educação Financeira deve ser ensinada para a criança desde os primeiros passos. Mas como fazer isso com efetividade? Conte com o Sabichão! Ele representa a resiliência, o esforço e a persistência, características essenciais para a construção de uma Educação Financeira eficiente. Se a criança pede um brinquedo novo, por exemplo, o Sabichão pode entrar em ação. Explique que é preciso juntar dinheiro para essa conquista. Depois, conte que o personagem vai ajudar com a persistência e resiliência.

Explique o tempo que leva para que a criança consiga comprar o brinquedo novo, e sempre que ela ganhar dinheiro, lembre-a do desejo inicial e do incentivo do personagem. Dessa forma, você e o Sabichão ensinam a criança a poupar desde cedo.

E aí, gostou das dicas para usar os personagens da Conquista em casa? Conta pra gente aqui nos comentários! Para conferir mais dicas sobre o universo da educação, acesse o Blog da Conquista e nossos perfis no Facebook e Instagram.

Posts Relacionados: