Como ensinar respeito e tolerância às diferenças em sala de aula
18/01/2021



A socialização de crianças é talvez um dos papéis mais importantes de uma escola. É nesse ambiente que os cidadãos do futuro aprendem a respeitar as diferenças culturais, comportamentais, raciais, religiosas e, em alguns casos, até mesmo nacionais.

Paralelo a isso, por conta da globalização, exige-se cada vez mais dos educadores e das instituições de ensino a aplicação de metodologias que transmitem valores como respeito e tolerância às diferenças. Aliás, essas habilidades sociais estão, inclusive, bem expressas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Esta é uma tarefa que exige paciência, mas, muitas vezes, é mais simples do que parece. Conversaremos sobre algumas dicas de como você pode ajudar nesse processo dentro da sala de aula. Confira!

Exponha as crianças ao que é diferente para elas

Até mesmo os adultos precisam passar por algumas experiências para aprender com elas. Agora aplique essa mesma premissa para crianças e reflita sobre a importância disso nesta fase da vida.

Nesse sentido, exponha a elas situações que podem ser reais, como a convivência com crianças diferentes delas. Atividades mais lúdicas também podem explorar isso através de, por exemplo, peças teatrais ou filmes que retratam diferenças.

Respeito à diversidade faz bem, mostre isso a elas

É muito importante que a criança enxergue os benefícios práticos de se respeitar as diferenças de todos os tipos. Isso pode ser feito mostrando o quanto atitudes tolerantes contribuem para tornar o mundo mais justo, inclusive para as pessoas que elas amam.

Estimule a integração com brincadeiras

Já abordamos aqui a importância que tem o brincar na vida de uma criança. Quando estão brincando, elas estão priorizando a diversão, mas é nesse momento que desenvolvem competências como a participação coletiva.

Para integrar conceitos de respeito e tolerância às diferenças a essas atividades, basta promover brincadeiras que demonstrem o limite e a capacidade de cada um, independentemente de qualquer diferença. O que deve prevalecer é a amizade.

Apresente exemplos de representatividade

Não restam dúvidas a respeito do peso que o comportamento de um ídolo e os valores transmitidos por um personagem têm para uma criança. Portanto, busque levar a elas o mesmo tipo de inspiração para transmitir boas referências de respeito à diversidade.

Mostre a elas grandes personagens históricos que se destacaram apesar das suas diferenças. Essa também é uma boa maneira de fortalecer a autoestima delas, mostrando que podem e têm o direito de alcançar grandes conquistas, não importa qual seja o seu contexto de vida.

Assim, você pode incentivar seus alunos a lidar com as diferenças. Para ver outras dicas sobre aprendizagem, continue aqui no Blog da Conquista e acompanhe nossos perfis no Facebook e Instagram.